domingo, 5 de dezembro de 2010

O estudo de Breuer no caso Anna O


     Bertha Pappenheim Ficou conhecida pelo pseudônimo Anna O. após um  estudo de histeria realizado  pelo médico e psicólogo Josef Breuer com a ajuda de Sigmund Freud, que tinha Breuer como a figura de seu pai. Ambos discutiam casos a respeito de seus pacientes inclusive da paciente  de  21 anos , Anna O.
     Esta era muito bonita e inteligente, porém apresentava sintomas de histeria (paralisia, perda de memória,deteriorizaçaão mental, náuseas , distúrbios visuais e orais). Durante o tratamento descobriram que os primeiros sintômas apareceram depois da morte de seu pai. O tratamento foi iniciado com o método hipnótico para que se pudesse enterder as origens dos sintomas, durante as sessões percebeu-se que que a histeria tinha um envolvimento com seu passado, diante desse  fator os sintomas foram reduzidos  ou até mesmo eliminados. Anos depois Breuer disse a ela que não podia continuar o tratamento dela devido a aproximidade que os dois tinham adiquirido.
    Análises posteriores  revelaram que Anna não foi curada atráves do método catártico, e que após Breuer deixar de tratá-la, ficou viciada em morfina. O relato de Breuer sobre Anna O foi de suma importância para o desenvolvimento da psicanálise por ter aprofundado no estudos sobre histerias e por desenvover o método catártico. Freud adotou os métodos de Breuer(hipnose e catártico) mas ficou insatisfeito com o método hipnótico, pois raramente obtia-se a cura e sim o àlivio. Também descobriu que não era possível hipnotizar a todos, mas apenas aqueles que possuem um poder de concentração maior.  Diante desse problema, Freud abandonou a hipnose e  adotou  a técnica de livre associação (técnica em que o paciente diz o que vem a sua mente). O objetivo desse sistema ultilizado por Freud era trazer o pensamento reprimido causador de histeria do paciente.
   Com essa análise, descobriu-se que as histerias (neuroses) decorriam de um conjunto de lembranças que remetiam à infância, ligadas aos fatores sexuais. Chegou à conclusão de que "os distúrbios neurótico são originados nos fatores sexuais’’.
    Porém Freud e Breuer discutiram sobre  a convicção de ser ‘’exclusivamente limitado  ao sexo, o comportamento neurótico’’ não convencendo Breuer, pois esse acreditava que não era o sexo a única explicação, rompendo então o laço de  amizade entre os dois. Freud viria a reconhecer mais tarde e publicamente o trabalho de Breuer sobre a histeria.
    Ao saber da morte de Breuer Freud ficou tocado e pediu desculpas aos filhos de Breuer. O trabalho de Breuer  foi fundamental principalmente na psicanalise no âmbito da histeria, sendo o maior responsável, é claro, que com a ajuda de Freud pelo resultado obtido no estudo das histerias e neuroses.

Autora: Elisen (1o período)

Nenhum comentário:

Postar um comentário